Neuromarketing: como funciona?

Neuromarketing: como funciona?

Neuromarketing: como funciona? Use a cabeça e entenda o cérebro do seu consumidor

Ao efetuar uma compra, pensamos ou sentimos? Mais que tentar entender, a neurociência quer comprovar. Temos 3 fatores que influenciam nossa decisão: a parte racional, emocional e a instintiva. Os estudos que permitem compreender o que se passa no cérebro do consumidor, quando ele é submetido a uma propaganda ou a um produto no PDV, é chamado de Neuromarketing.

A intenção dos profissionais desta área é fazer um estudo de reação, ir além dos questionários e pesquisas comuns. Mas, afinal, como funciona o Neuromarketing? Equipamentos que medem batimentos cardíacos analisam o arrepio da pele e seguem o movimento dos olhos, captando as verdadeiras sensações do consumidor.

O assunto ainda é pouco abordado, envolto por técnicas e teorias ainda desconhecidas por muitos empresários. Mas, de uma forma ou de outra, o Neuromarketing acaba presente no nosso dia a dia. As agências têm sempre grande preocupação com sua imagem frente a seus clientes e buscam, ao oferecer seus serviços, demonstrar que é possível reforçar a identidade de um marca para o consumidor baseando-se nas experiências que o mesmo tem com ela.

Decifrando o cliente no dia a dia

Muitas vezes, as pessoas respondem o que o outro quer ouvir e não o que realmente pensam ao descrever as qualidades de um produto ou serviço. Esta é a diferença entre aplicar e não aplicar o Neuromarketing. Este método corresponde em medir o que realmente gostamos ou não gostamos, independentemente do que dizemos.

Um dos trabalhos do departamento de marketing nessa história é fazer com que o consumidor adquira uma “memória positiva” da marca. O cliente, a cada contato, seja pela internet, televisão, ou revista, precisa recordar e manter as boas impressões. Por isso, a atenção ao cliente, o conteúdo de qualidade, as mensagens de aniversário e outras coisinhas mais, fazem com o que o instinto vença o racional. E, neste caso, o instinto e o emocial vendem mais.

Parece simples, mas o Neuromarketing chegou para mostrar que os motivos que levam um consumidor a realizar uma compra, muitas vezes é desconhecido até por ele. Parece que essa era a peça que faltava para alavancar as estratégias de marketing, conseguindo assim resultados incríveis e ainda mais diretos.

E você, já conhecia o Neuromarketing? #Curiosidadesdomarketing #NarroInformação #VempraNarro

[mc4wp_form]

Compartilhe!