Marketing para o mercado veterinário: 3 estratégias que dão certo

Marketing para o mercado veterinário segue as peculiaridades do setor

O marketing para o mercado veterinário é ferramenta básica nesse setor que cresce todos os anos. Nos últimos cinco anos, as vendas do setor cresceram 40%, segundo dados do Euromonitor e da Associação Brasileira da Indústria de Produtos para Animais de Estimação (Abinpet). O Brasil, como segundo maior mercado veterinário e Pet, possui cada vez mais concorrência e diversidade de produtos e serviços para animais. Então como se destacar nesse segmento?

O marketing para o mercado veterinário segue as peculiaridades desse setor. Um dos pontos cruciais das estratégias, por exemplo, é pensar que quem consome os produtos não é quem compra. Portanto, as ações precisam ser voltadas para os donos e seu elo com o animal.

A Narro listou três estratégias que dão certo no marketing para o mercado veterinário. Veja só:

– Focar na relação dos donos com seus animais

Aquela ideia de que o cachorro é o melhor amigo do homem nunca fez tanto sentido. Mas ele não é o único. Gatos, pássaros, peixes, roedores e até animais de grande porte têm um elo com seu dono que precisa ser explorado pelas marcas. Quanto mais forte essa ligação, maior a procura por produtos de saúde, medicamentos, acessórios, higiene e beleza para o animal.

Por isso, as ações de marketing para o mercado veterinário podem e devem destacar essa relação e ajudar a fortalecê-la. Campanhas sobre cuidados com animais, adoção, saúde e prevenção de doenças são boas estratégias para reforçar a importância desse relacionamento.

Além disso, é essencial lembrar que quem compra os produtos são as pessoas, e não os animais. Esse hábito de consumo, portanto, muitas vezes segue gostos pessoais do tutor, o que pode direcionar as ações de marketing para outras questões. O dono precisa criar uma identificação com a marca, de forma que ele queira transferir o mesmo estilo de vida para o animal.

* Não se esqueça: animais de grande porte

O elo afetivo é muito forte com animais de pequeno porte. Para animais de grande porte essa ligação também existe, mas de outra forma. O mercado agro também se preocupa com o bem-estar e a saúde do animal, porque precisa que ele seja produtivo – fornecendo força, leite ou pele, por exemplo. Explorar a importância desses cuidados também é uma estratégia possível.

 

marketing para o mercado veterinário

– Transformar dúvidas em conteúdo

As redes sociais são uma excelente plataforma para que as marcas engajem e se relacionem com seus públicos. Mas além disso, elas permitem conhecer de perto as principais demandas por informação e usá-las a seu favor!

O conhecimento sobre o mundo veterinário não é algo que todo dono de animal tem. Por isso, a primeira coisa que se faz ao não saber algo sobre o animal é: pesquisar! Assim, é importante que as marcas sejam os principais canais de informação sobre cuidados, saúde, alimentação e beleza. Além de estreitar ainda mais o relacionamento com o consumidor, ganha-se autoridade e credibilidade.

Aproveite para transformar todas as dúvidas em conteúdo – de qualidade – e invista nas estratégias de marketing digital integradas.

– Aposte na sazonalidade

A sazonalidade, assim como em diversos outros setores, pode ser explorada no marketing para o mercado veterinário. Considere mudanças de temperatura, períodos de férias, troca de pelagens ou penas, entre outros acontecimentos temporários. Todos eles influenciam e geram comportamentos diferentes dos consumidores.

Por isso, tenha um planejamento completo e elabora estratégias personalizadas para cada tipo de animal e para cada ocasião. Assim, além de aproveitar essas épocas para melhorar as vendas, você agrega credibilidade para seu negócio e se aproxima daquilo que seu público espera e precisa.

Você sabia que a Narro desenvolve estratégias completas de marketing para o mercado veterinário, Pet e Agro? Desde embalagens para produtos, branding ou digital, com a Narro seu negócio se destaca! Saiba mais.

Compartilhe!